Feira Laica

“Memora-bíblia” Laica

In Uncategorized on Junho 23, 2015 at 1:31 pm

Pedimos aos organizadores da extinta Feira Laica para nos enviar mais materiais sobre a Laica e o Marcos Farrajota (da Chili Com Carne e MMMNNNRRRG) enviou-nos estas fotos:

artefactos_laicos

 

Segundo o mesmo: o design dessa placa foi gamada a uma seita cristã qualquer e gravamos os nomes de três dos principais organizadores da Laica da altura: eu, José Feitor (Imprensa Canalha e Oficina do Cego) e S.G., em frente de cada nome estava “Laico” invés de “Helder” – I wonder why? (…) o crachá foi feito pelos Maus Hábitos, na altura eles tinham para lá uma máquina dessas e fizeram, numa edição da Laica passada lá no Porto, uma série de crachás de ilustrações de vários artistas como o André Lemos, Jucifer, Marco Mendes, Nuno Sousa, etc…

Foto0293

 

Esta foto é para mostrar que haviam t-shirts da Laica também – em serigrafia impressas pelo Lucas Almeida. A montagem da fotografia foi durante um tempo morto em Coimbra, numa edição que não correu nada bem… Obrigado Farrajota!

Fuera de Cobertura. “Nosotros feriantes”

In video on Maio 23, 2015 at 10:43 am

Com Martin López Lam (que esteve na Laica a primeira vez em 2010) e Pedro Saraiva (da Feira Morta)

Impressões da Morta

In Uncategorized on Agosto 5, 2014 at 5:28 pm

f1787baf-f20d-4714-950f-fe1d0847722e

Visitamos dois dos três dias da Feira Morta III, evento que reúne editores independentes para um mercado de livros, fanzines, discos (e k7s! elas ainda existem!). Ficamos loucos com o ambiente, o espaço (Adamastor Studiose claro a hipótese de ver o melhor que se faz em artes gráficas e editoriais “indie” neste país. O evento perfeito para uma capital morta num mês morto! 

Como somos um casal miserável não compramos nada mas ficamos muito sensibilizados com a quantidade de material de qualidade que existia para venda, a lembrar os tempos bons da Feira Laica. Sem dinheiro fomos aos papeis que se calhar ainda eram o material mais fixe!

salvoseja

Não sabemos quem este “desesperado” mas se soubéssemos desenhar até iriamos enviar-lhe um e-mail! Se ele desenha assim também não percebemos porque precisa de um desenhador, está perfeito!

jola

A sala do João Carvalho parecia uma sala de chuto cheio de putos a fumarem cigarros e não só. Vimos os seus desenhos e um zine de BD da sua autoria mas o que curtimos foram os rótulos de cerveja que fez para o evento. “Jola morta” é uma excelente piada…

netanyahu

 

Depois fomos gamar uma série destes autocolantes à banca do Clube do Inferno… Sim ponham o primeiro-ministro de Israel em Haia mas com direito a usar o seu cinto na cela!

TFR022_big

 

Por fim, vimos novidades daqui e dali, da Cafetra, Desisto, Chili Com Carne, MMMNNNRRRG, Oficina do Cego (que dia 1 de Setembro lançam um concurso de “small press” com prémio monetário!), jornal Mapa (que apareceu de forma clandestina na última Laica! LOL), Panda Gordo, Your mouth is a guillotine e o disco novo de Filipe Felizardo pela Three:Four (uma editora da Suiça). Intitulado Volume 2 : Sede e Morte a música inspira-se em Carlos Paredes, Earth e John Fahey com uma guitarra de faz esculturas sonoras o que nos surpreendeu foi a capa – também de autoria de Felizardo. Baseada numa xilografia do famoso livro medieval “Dance of Death” (1448), obra centrada na temática da morte e suas representações, localizado na Biblioteca da Universidade de Heidelberg, Felizardo mostra como se faz uma capa para um disco! Simples, directa, bonita e eficiente. Dava mesmo vontade de comprar o disco!!! Fica para a próxima quando tivermos guito!

PS – Realmente para pelintras como nós, resta-nos ouvir Eduardo Jorge Costa que sacamos um postal a promover o novo álbum mas como este ficou lá para baixo da sacola só agora é que damos sinal de vida a ele!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 28 outros seguidores