Feira Laica

Archive for Junho, 2007|Monthly archive page

7ª Feira Laica / Junho 2007 / Bedeteca de Lisboa

In autores estrangeiros, LAICA VERÃO, Música on Junho 23, 2007 at 9:11 am

cartaz de G3

Vivendo já à sombra do estatuto adquirido (evento de contornos históricos, com a posteridade assegurada pela avidez da comunicação social) a Laica voltou à Bedeteca para uma feira de múltiplos recursos e novidades: uma mini-Laica, que permitiu a um punhado de comerciantes de palmo e meio uma primeira experiência no maravilhoso mundo da mercancia cultural; uma oficina de serigrafia dirigida pelo atelier Mike Goes West a seguir o trilho iniciado no Seixal, da qual resultaram 12 serigrafias originais com base em imagens criadas in loco por 12 ilustradores convidados {João Maio Pinto, Luís Henriques, Filipe Abranches, José Feitor, Jucifer, Alberto Corradi, Lucas Almeida, Joana Rosa Bragança, Pedro Brito, André Lemos, Miguel Carneiro e Rosa Baptista}; um sector de animação infantil bastante activo, com um atelier de fantoches de meia e actividades relacionadas com o imaginário da BD; dois concertos inolvidáveis {Tiago Guillull e Lobster} e uma importante exposição de ilustração [TROPA MACACA], que revela uma selecção do trabalho produzido durante o último ano por 25 artistas nacionais ou que trabalham em Portugal

cartaz de José Feitor

{José Feitor, Jucifer, João Maio Pinto, Edgar Raposo, Luís Henriques, Artur Varela, Zé, Miguel Carneiro, João Fazenda, Marco Mendes, Rui Vitorino Santos, Júlio Dolbeth, Bruno Borges, Ana Menezes, André Lemos, Filipe Abranches, Rosa Baptista, Nuno Sousa, Carlos Pinheiro, Sérgio Vieira, Daniel Lopes, Joanna Latka, Mina Anguelova, Joana Rosa Bragança e Christina Casnellie}.
Isto tudo, claro está para além da habitual oferta laica: artesanato urbano, muita e boa edição independente e os discos e livros em segunda mão.

Nota: A Máquina de Desenhar que esteve prometida para esta edição da Feira não fez a sua aparição devido a um atraso na sua produção. O aço fundido proveniente de Novrovorsk não chegou a tempo à metalurgia Ribeirense, onde a máquina estava a ser preparada, pelo que não se pôde acabar as porcas e parafusos indispensáveis à sua execução. Pelo facto, as nossas desculpas. Esse monstro gráfico fará a sua aparição noutro momento.

Esteve presente o autor/ editor Alberto Coradi (autor italiano de bd que participou no Mutate & Survive) e estiveram os seguintes editores: Associação Chili Com Carne / MMMNNNRRG, Imprensa Canalha, El Pep, Silent Wall Army (Sérvia) / Black Velvet (Itália), Mike Goes West, Thisco, Opuntia Books, Geraldes Lino / Entropia, El Prints, Primeiro Exemplar, jornal Coice de Mula, A Mula, F.Leote, Florcaveira (Sábado), revista Bíblia, Groovie Records, zine Fantástico, Michael!, zine Facada, The Shoppe Bizarre / Pinhead Team e Kingpin of Comics.

Novidades editoriais:
O Hábito faz o Monstro #11, de Lucas Almeida (El Prints);
Trinta e cinco, de Teresa Amaral (Mike Goes West)
– Ainda frescos: Babinski, o salteador de Praga de José Feitor e Luís Henriques (Imprensa Canalha); C.A.O.S. #2 de Fernando Dordio, Filipe Teixeira e Carlos Geraldes (Kingpin of Comics); Codrule, Maria Ta” de Elena Horodniceanu (Thisco); Drafts and Crafts de Sci Fi Industries (Thisco); Efeméride #2 (Geraldes Lino), e Super Pig #2 de Mário Freitas e Carlos Pedro (Kingpin of Comics).

Este slideshow necessita de JavaScript.

6ª Feira Laica / Junho 2007 / Antiga fábrica Mundet, Seixal

In autores estrangeiros, LAICA extra on Junho 1, 2007 at 3:35 pm

cartaz de José Feitor

Integrada no Festival Portugal a Rufar 2007 e a convite da associação Tocá Rufar a cooperativa Laica rumou até ao Seixal e montou arraiais. Os irmãos laicos estiveram separados. A malta do artesanato urbano ficou no recinto junto às comidas, em tendas próprias, enquanto os operários gráficos se instalaram de armas e bagagens no fabuloso Armazém do Champanhe Aglomerado (local onde eram produzidas as rolhas das garrafas de champanhe – a Fábrica Mundet operava com derivados de cortiça).

O projecto era ambicioso: duas exposições (Chhiuuuuu! Os tom-toms ecoam nas profudezas da Selva, concebida propositadamente para o evento, e uma selecção do Grande prémio de Desenho, exposição organizada pelos confrades da Mula, do Porto) nas quais participaam um sem número de ilustradores nacionais que incluiam entre outros Filipe Abranches, Miguel Carneiro, Nuno Sousa, Arlindo Silva, André Lemos, Rosa Baptista, José Feitor, Jucifer e Ana Menezes, entre muitos outros, e uma oficina de Fanzines, orientada pelo João Bragança, a Joana Figueiredo e o José Feitor, na qual nos propunhamos trabalhar com crianças, através do desenho, e produzir depois um fanzine, com uma capa serigrafada. O objectivo não foi atingido, já que a fotocopiadora fornecida pela organização do festival não funcionava (!), mas a oficina acabou por ser bastante profícua graças à participação do atelier Mike Goes West que, usando um método artesanal de sensibilização directa do quadro de serigrafia, permitiu a criação de 8 serigafias originais para as capas dos fanzines. Os miúdos que participaram na oficina tiveram a oportunidade de experimentar a impressão serigráfica. Grande agitação gráfica!

Também foi a primeira vez que a Laica recebeu uma participação estrangeira, a saber o zine Milk+Wodka (Suiça / Alemanha) com a presença de Roman Maeder!

Este slideshow necessita de JavaScript.