Feira Laica

Archive for Novembro, 2012|Monthly archive page

Até 16 Dezembro: exposição “20 anos do Mesinha de Cabeceira”

In exposições, LAICA NATAL on Novembro 29, 2012 at 12:00 pm

 


25 Outubro – 16 Dezembro

Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos, Lisboa

no âmbito da Trienal Desenha 2012

Sinopse: Exposição de originais de BD, desenho e ainda de fanzines, serigrafias e pintura relativos aos 20 anos de existência do fanzine Mesinha de Cabeceira. Criado por Marcos Farrajota e Pedro Brito, desde 1992, que se assumiu como um projecto mutante que se intervala em antologia, monográfico e “perzine” para além de ter passado pela impressão profissional, pela fotocópia e pela serigrafia.

Sobre a exposição: Deveria ser uma retrospectiva mas para isso era preciso logística e dinheiro que ninguém teria interesse em investir. E depois há originais perdidos por todo o lado: em Macau, na área metropolitana de Lisboa e quem sabe Brooklyn, Hamburgo, Belgrado, Viseu e Seattle… O fanzine nasceu em Lisboa, embora os seus dois fundadores, Pedro Brito e Marcos Farrajota fossem dos subúrbios (Barreiro e Cascais, respectivamente) mas os colaboradores vieram de vários pontos do planeta, daí que recolher todo o material seria complexo e dispendioso.

Esta exposição é uma selecção de peças curiosas, sobretudo de originais de BD dos 20 anos de actividade editorial do fanzine Mesinha de Cabeceira, desde o seu número zero até ao mais recente número 23. Optou-se para mostrar algumas curiosas peças que mostram de forma simples as pranchas de BD (originais) pouco antes de serem impressas fosse nos tempos gloriosos da fotocopiadora até à impressão offset – passando ainda pela serigrafia.

Muitos destes originais tiveram pouca visibilidade, ou por causa das tiragens reduzidas das edições (sobretudo dos primeiros 12 números) ou ainda porque nunca estiveram expostas noutros espaços – excepção serão os trabalhos de André Lemos, Filipe Abranches, João Maio Pinto, Jucifer, Marcos Farrajota e Pepedelrey que ainda o ano passado, foram vistas por milhares de pessoas durante a exposição Tinta nos Nervos, no Museu Berardo.

Da Noruega vieram as páginas da BD de Monia Nilsen, em registo de entrevista saída no Mesinha de Cabeceira Popular #200 (Chili Com Carne, 2006). Da viagem a Moçambique, Crizzze conta a sua experiência com as cores fortes de África – o trabalho saiu no #17 (Chili Com Carne, 2003). Dos EUA veio uma pintura de Mike Diana que mostra os ácidos a todas as cores da capa do MdC #15 / Sourball Prodigy (MMMNNNRRRG; 2002). Da Alemanha Dice Industries envia as suas BD-colagens que integram o recente número 23 a sair durante esta comemoração do MdC – um mimo, as colagens e o livro, já agora!

Vindos também deste número poderemos ver os originais de André Coelho, Bruno Borges, Sílvia Rodrigues, José Smith Vargas, Afonso Ferreira, Daniel Lopes e Lucas Almeida (numa nova montagem em serigrafia).

E recuperamos ainda trabalhos de Arlindo Horta, André Ruivo, João Chambel (remontados) do MdC 18 (Chili Com Carne, 2004), de Nunsky – da sua clássica BD psycho-goth-billy -, Silas, Jorge Coelho e montes de originais “bedroom punk” de Marte (as primeiras páginas das séries Loverboy e NM) e claro… Pedro Brito – os primeiros trabalhos, que serão bastante curiosas para os fãs hardcore deste autor!!!

Informação útil: Inaugura a 25 de Outubro, patente até 16 de Dezembro | 10h – 18h | inauguração 19h

Museu da Água – Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos, Lisboa | Público-alvo não determinado com interesse pela banda desenhada e ilustração. Para público com mais de 16 anos | Acesso: Adultos 2 euros, até 12 anos gratuito, Cartão jovem, aposentados, mais 65 anos 1 euro.

Surveillance cancelados!

In Música on Novembro 27, 2012 at 12:19 pm

A festa de final de Laica que estava programada para a Trem Azul será no Adufe Bar (mais ou menos na rua dos Bacalhoeiros, no Beco Arco Escuro! A sério!!!) devido a obras que irão acontecer na Trem que irão prolongar-se até 20 de Janeiro naquele espaço.

Infelizmente por condições técnicas relativo a ruído roqueiro – e o bar é de “world music” – não será possível ter os Surveillance a tocar… Pedimos desculpas por este cancelamento de concerto que nos escapou ao controlo. Pedimos ao público deste blogue que visite o bandcamp da banda…

Um duo poderoso de Shamancore que foi recentemente criado com a junção da destreza virtuosa de Tiago Martins, ex-baixista da banda de math-rock Porn Sheep Hospital e do alto poderio rítmico controlado pela semideusa-baterista Inês Lobo. A banda apresenta agora o seu primeiro trabalho, um EP auto-intitulado de 7 faixas que não deixa nada a desejar apesar da sua instrumentação reduzida – baixo e bateria apenas. É um caso em que é necessário “ouvir para crer”, porque estes dois determinados seres musicais estão ávidos de performance e vão pregar intensamente a sua mensagem sonora nos próximos tempos.

Entretanto fica para a festa o Jibóia e um DJ Set – desenvolvimentos AQUI