Feira Laica

IV Feira Morta

In Uncategorized on Novembro 19, 2014 at 12:33 pm

10517379_804712759593271_3242105327967008213_o

Próxima Feira Morta marcada para 29 e 30 de Novembro outra vez nos Estúdios Adamastor.

Impressões da Morta

In Uncategorized on Agosto 5, 2014 at 5:28 pm

f1787baf-f20d-4714-950f-fe1d0847722e

Visitamos dois dos três dias da Feira Morta III, evento que reúne editores independentes para um mercado de livros, fanzines, discos (e k7s! elas ainda existem!). Ficamos loucos com o ambiente, o espaço (Adamastor Studiose claro a hipótese de ver o melhor que se faz em artes gráficas e editoriais “indie” neste país. O evento perfeito para uma capital morta num mês morto! 

Como somos um casal miserável não compramos nada mas ficamos muito sensibilizados com a quantidade de material de qualidade que existia para venda, a lembrar os tempos bons da Feira Laica. Sem dinheiro fomos aos papeis que se calhar ainda eram o material mais fixe!

salvoseja

Não sabemos quem este “desesperado” mas se soubéssemos desenhar até iriamos enviar-lhe um e-mail! Se ele desenha assim também não percebemos porque precisa de um desenhador, está perfeito!

jola

A sala do João Carvalho parecia uma sala de chuto cheio de putos a fumarem cigarros e não só. Vimos os seus desenhos e um zine de BD da sua autoria mas o que curtimos foram os rótulos de cerveja que fez para o evento. “Jola morta” é uma excelente piada…

netanyahu

 

Depois fomos gamar uma série destes autocolantes à banca do Clube do Inferno… Sim ponham o primeiro-ministro de Israel em Haia mas com direito a usar o seu cinto na cela!

TFR022_big

 

Por fim, vimos novidades daqui e dali, da Cafetra, Desisto, Chili Com Carne, MMMNNNRRRG, Oficina do Cego (que dia 1 de Setembro lançam um concurso de “small press” com prémio monetário!), jornal Mapa (que apareceu de forma clandestina na última Laica! LOL), Panda Gordo, Your mouth is a guillotine e o disco novo de Filipe Felizardo pela Three:Four (uma editora da Suiça). Intitulado Volume 2 : Sede e Morte a música inspira-se em Carlos Paredes, Earth e John Fahey com uma guitarra de faz esculturas sonoras o que nos surpreendeu foi a capa – também de autoria de Felizardo. Baseada numa xilografia do famoso livro medieval “Dance of Death” (1448), obra centrada na temática da morte e suas representações, localizado na Biblioteca da Universidade de Heidelberg, Felizardo mostra como se faz uma capa para um disco! Simples, directa, bonita e eficiente. Dava mesmo vontade de comprar o disco!!! Fica para a próxima quando tivermos guito!

PS – Realmente para pelintras como nós, resta-nos ouvir Eduardo Jorge Costa que sacamos um postal a promover o novo álbum mas como este ficou lá para baixo da sacola só agora é que damos sinal de vida a ele!

Petição pela não desintegração da Rede Municipal de Bibliotecas de Lisboa (BLX)

In Uncategorized on Dezembro 14, 2013 at 4:28 pm

Para: Exmo. Senhor Presidente da Assembleia Municipal de Lisboa,

Considerando as notícias vindas a público de que a Câmara Municipal de Lisboa pretende desagregar a Rede Municipal de Bibliotecas, constituída por 16 bibliotecas, uma Bedeteca, uma Fonoteca e uma Hemeroteca, espalhadas pela Cidade de Lisboa, as quais prestam um serviço único à população, porque:
1- a esta lhe permite gratuitamente aceder na biblioteca da área de residência a obras que eventualmente estejam em depósito noutras bibliotecas;
2 – o acervo bibliotecário é extenso e de qualidade;
3 – pela razão anterior se constitui num recurso fundamental para a criação de hábitos de leitura, para o desenvolvimento harmonioso de crianças e jovens, para a aquisição de competências de leitura e utilização de informação indispensáveis ao exercício da cidadania e para um conhecimento mais amplo da nossa e de outras culturas;
 
4 – organiza e oferece um vasto leque de recursos de informação e conhecimento;
 
5 – desenvolve um programa de atividades de promoção da literacia e da leitura;
6 – procura satisfazer os interesses e necessidades dos utilizadores ao disponibilizar um conjunto de serviços, quer presencialmente, quer através da Internet, para vários públicos: crianças, jovens, adultos e seniores,

Temendo a diminuição da qualidade da atual Rede de Bibliotecas, sobretudo num momento particularmente difícil para todos os Cidadãos, e para o qual não se vislumbra no imediato uma melhoria, vêm os signatários desta Petição solicitar a Vª. Exa. que atenda aos motivos apresentados e impeça a prossecução do desmantelamento da Rede Municipal de Bibliotecas de Lisboa.

 
ASSINAR AQUI
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 29 outros seguidores